Obama tem pequena vantagem sobre McCain, aponta pesquisa

Democrata está 6 pontos à frente de republicano; rivais praticamente empatam entre eleitores independentes

Reuters,

17 de junho de 2008 | 08h44

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, abriu a campanha para as eleições gerais nos EUA com uma pequena vantagem sobre o republicano John McCain, mas os dois praticamente empataram entre os eleitores independentes, informou o jornal Washington Post na edição desta terça-feira, 17.   Veja também: Gore apóia Obama para salvar legado 'incompetente' de Bush Possíveis vice-candidatos para Obama Possíveis vice-candidatos para McCain Obama x McCain  Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    Segundo a pesquisa Washington Post-ABC News, Obama tem 48% contra 42% de McCain entre todos os adultos, enquanto o republicano aumentou seu apoio entre os independentes, que podem ser a chave para decidir a eleição. Os independentes enxergam McCain, senador por Arizona, como um candidato que tem mais credibilidade para combater o terrorismo e estão divididos quando a pergunta trata de quem é melhor candidato para lidar com a guerra no Iraque, informou o Post.   McCain tem vantagem de 14 pontos percentuais sobre Obama, senador por Illinois, na questão do terrorismo e uma vantagem pequena quando o assunto é quem está melhor preparado para lidar com assuntos internacionais, de acordo com o levantamento. Sobre o Iraque, 47% de todos os entrevistados disseram acreditar mais em McCain, enquanto 46% disseram ter fé em Obama.   Entre os independentes, 45% preferiram McCain quando o assunto é o Iraque, contra 43% de Obama. A experiência parece ser o ponto fraco de Obama, segundo o jornal. A pesquisa mostra que 50% dos americanos disseram que Obama tem a experiência necessária para ser presidente, número praticamente idêntico ao verificado no início de maio; 56% disseram que McCain é uma escolha mais segura, enquanto 52% preferiram Obama.   Os dois candidatos praticamente empataram quando os entrevistados foram questionados sobre quem é melhor líder. Ambos obtiveram 46% das respostas cada. Nos assuntos domésticos, McCain tem posição bem mais frágil que Obama, que tem vantagem de 16 pontos na questão econômica, que segue no topo da lista de assuntos mais importantes da campanha, segundo o Post.   O levantamento ouviu 1.125 adultos e foi realizado por telefone entre os dias 12 e 15 de junho. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.