Obama vence McCain em três Estados latinos, diz pesquisa

Democrata lidera em Nevada, Novo México e Colorado; na Flórida, candidatos aparecem empatados

Efe,

09 de setembro de 2008 | 17h07

Cerca de nove milhões de hispânicos poderiam votar nas próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos, e, em três Estados onde esse voto é crucial, os latinos demonstram inclinação ao candidato democrata Barack Obama, segundo uma pesquisa divulgada nesta terça-feira, 9. "Há quase nove milhões de hispânicos que poderão votar em novembro, e um terço deles votará pela primeira vez", afirmou Walter Ulloa, presidente da Entravisión, a maior filial da emissora Univision.   Veja também: Pesquisa: Obama é preferido pela população mundial Obama x McCain Entenda o processo eleitoral   Cobertura completa das eleições nos EUA    Os latinos são 15% da população dos Estados Unidos, mas só representam 9% dos cidadãos aptos para votar. De acordo com o Escritório do Censo, nas eleições de 2004 só votaram 47,2% dos 63,8% dos hispânicos habilitados. A maioria dos possíveis eleitores hispânicos em Nevada, Novo México e Colorado favorece Obama. Os eleitores hispânicos, no entanto, aparecem divididos em proporções iguais com o candidato republicano John McCain, na Flórida, disse na conferência o pesquisador Sergio Bendixen.   A firma pesquisadora Bendixen, com sede em Miami (Flórida), entrevistou dois mil pessoas em Flórida, Colorado, Novo México e Nevada entre 6 e 14 de agosto. No Novo México, os hispânicos representam 35% do eleitorado, na Flórida, 14%, em Nevada, 12% e no Colorado, 11%, segundo a análise da Bendixen.   Há diferenças, no entanto, no país de origem desses eleitores. Enquanto no Novo México 81% e no Colorado 76% dos hispânicos nasceram nos Estados Unidos, na Flórida 65% e em Nevada 54% provém de outros países.   A firma de Bendixen realizou a pesquisa quase um mês antes das convenções nacionais do Partido Democrata e do Partido Republicano que formalizaram as candidaturas de Obama e McCain. Nessa data, 62% dos possíveis eleitores hispânicos teriam apoiado o candidato democrata no Estado de Nevada, em comparação com 37% dos eleitores não hispânicos.   No Novo México, 56% dos eleitores hispânicos apoiavam Obama, contra 34% dos não hispânicos. Já no Colorado, 56% dos eleitores hispânicos demonstraram preferência pelo democrata, comparado com 45% entre os eleitores não hispânicos, indicou a Bendixen. Na Flórida, 42% destes votantes disseram respaldar o candidato democrata, e 42% apóiam McCain.   Entre os eleitores não hispânicos, Obama aparecia com o apoio de 43% e McCain com outro 43%. Em Nevada, por exemplo, o número de hispânicos aptos para votar cresceu desde 2000 com mais rapidez que a população hispânica nesse estado, segundo o Democracia EUA, um grupo não partidário que tem sede em Miami e que faz campanhas para que os cidadãos se cadastrem para votar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.