Pesquisa indica vantagem de Hillary sobre Obama nas prévias

'USA Today' contraria sondagem do 'NYT' e afirma que senadora tem apoio de 51% dos democratas no país

Efe,

05 de maio de 2008 | 10h03

A senadora Hillary Clinton abriu uma vantagem sobre o seu rival nas prévias democratas para as eleições presidenciais, o senador Barack Obama, pela primeira vez em mais de três meses, indica uma pesquisa publicada nesta segunda-feira, 5, pelo jornal USA Today.  Veja também:Cristina Pecequilo, professora de Relações Internacionais da UNESP, analisa as primárias democratasObama foge de tom conciliatório e ataca Hillary Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA   Segundo a pesquisa, Hillary conta agora com o apoio de 51% dos possíveis eleitores democratas em todo o país, em comparação ao 44% de apoio dado a Obama. Os dois senadores encaram na terça um dia importante no ciclo das primárias do Partido Democrata com as eleições em Indiana e Carolina do Norte. "A posição nacional de Obama se deteriorou significativamente pela controvérsia envolvendo Wright", publica o jornal. A pesquisa, realizada pelo instituto Gallup com 855 adultos que se identificaram como eleitores democratas ou independentes que se inclinam pelo Partido Democrata, detectou um dano para Obama causado pela polêmica envolvendo o pastor Jeremiah Wright, da igreja na qual o senador foi membro por duas décadas. "A controvérsia trouxe perguntas para alguns eleitores sobre os valores, a credibilidade e as possibilidades do senador de Illinois de ganhar as eleições em novembro". Duas semanas antes de Wright reavivar a controvérsia com suas aparições públicas, a pesquisa do instituto Gallup dava a Obama uma vantagem de 10 pontos percentuais sobre a senadora de Nova York. Controvérsias Segundo pesquisa publicada pelo jornal The New York Times e pela rede de televisão CBS, Barack Obama teria recuperado sua popularidade após romper publicamente com o pastor de sua igreja, o reverendo Jeremiah Wright. A sondagem divulgada aponta que o senador recebe o apoio de 50% dos eleitores democratas, contra 38% de sua rival nas primárias, Hillary Clinton. A pesquisa mostra que se as eleições presidenciais do dia 4 de novembro fossem agora e Obama enfrentasse o candidato republicano, John McCain, o derrotaria por 51% a 40%. Na semana passada, a enquete mostrava ambos os políticos empatados. O reverendo Jeremiah Wright repetiu na segunda-feira em um comparecimento em Washington acusações de que o governo dos Estados Unidos divulgou com pleno conhecimento o vírus da aids entre a população negra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.