Pesquisas apontam vitória de Obama em debate com McCain

Nos meios de comunicação, os analistas também consideraram que o vencedor do debate foi o democrata

Efe,

08 de outubro de 2008 | 00h51

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, senador Barack Obama, derrotou nesta terça-feira à noite seu rival republicano, o senador John McCain no segundo debate presidencial nos Estados Unidos, segundo pesquisas divulgadas após o evento. Veja também:Em debate, eleitores cobram Obama e McCain diante da criseComo foi o debate e imagens no blog  Galeria de fotos do debate Em dia de debate, Obama lidera em pesquisaObama x McCain Entenda o processo eleitoral  Cobertura completa das eleições nos EUA A pesquisa divulgada pela rede de televisão CNN indica que 54% dos espectadores acreditam que o senador por Illinois se saiu melhor no debate em Nashville, Tenessee, enquanto 30% considera que o vencedor foi McCain.  Obama, segundo a pesquisa, melhorou sua imagem com este debate, e se antes do evento, 60% dos eleitores tinham uma imagem positiva do candidato, agora este número subiu para 64%. O número dos que tinham uma opinião  negativa do candidato caiu de 38% para 34%. A opinião acerca de McCain permanece a mesma, com 51% tendo uma opinião positiva do candidato contra 46% que fazem uma imagem negativa. No que diz respeito à segurança nacional, a imagem de McCain é melhor, 51% a 46%. Sobre a economia, a vantagem fica com Obama: 59% considera que ele seria o melhor para fazer frente aos problemas que atingem o setor, enquanto apenas 36% crêem que o indicado seja McCain.Uma pesquisa da rede de televisão CBS também dá a vitória ao candidato democrata, por 49% contra 27%.  A opinião dos analistas Nos meios de comunicação, os analistas consideram que o vencedor do debate foi o candidato democrata. Na rede CNN, o analista David Gergen considerou que Obama "foi bem em suas respostas e soube falar para as mulheres". Também na CNN, o analista Jeffrey Tobin aludiu a um momento em que McCain se referiu ao rival como "esse", e opinou que "este é um momento que as pessoas recordarão porque soou depreciativo". Na rede MSNBC, a apresentadora Rachel Maddow considerou que Obama, já que as pesquisas o aponam como favorito, ganhou porque se comportou como se McCain não estivesse ali. Em um grupo de eleitores indecisos da Pensilvânia reunidos por essa rede, 60% atribuiu a vitória ao democrata e 40% ao republicano.  Alguns analistas consideraram que o formato do debate, que permitiu que os candidatos se movimentassem pelo palco também favorceu Obama, que se mostrou mais dinâmico que o rival. Na opinião de Robert Kaiser, do Washington Post, "McCain perdeu hoje porque não foi o ganhador evidente e está atrás (nas pesquisas). O maré está contra ele, e se encontra em um momento muito difícil neste momento".

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições nos EUAObamaMcCain

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.