Alex Brandon/AP
Alex Brandon/AP

Presidente chinês pede "moderação" sobre crise na Coreia

Líder chinês conversou por telefone com Donald Trump; presidente americano também conversou com premiê japonês sobre provocações de Pyongyang

O Estado de S. Paulo

24 Abril 2017 | 05h00

O presidente chinês Xi Jinping pediu "moderação" após telefonema com o presidente americano, Donald Trump,

nessa segunda-feira. A conversa ocorreu dias antes da chegada de um porta-aviões americano à península coreana. A

China "pede pela moderação das partes relevantes e para que se evitem ações que incrementes tensões na península

coreana", disse o presidente Xi, citado pelo canal de TV estatal CCTV. 

"A única maneira de resolver a questão nuclear norte-coreana o mais rápido possível e de levar a cabo o

desarmamento nuclear da península é que cada parte assuma sua responsabilidade", disse Xi a Donald. Esta é a

segunda conversa telefônica entre os dois líderes, que ja no início do mês se encontraram em Mar-a-Lago, residência

de Trump na Florida. 

Ainda nesta segunda, Trump também ligou para o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe. A conversa entre os políticos

resultou numa declaração do premiê japonês, que concordou em manter conversas próximas com Washington na questão

norte-coreana. A expectativa é de que o governo de Pyongang faça um novo teste nuclear nesta terça-feira, quando se

marcam os 85 anos de fundação de seu exército.

Nos últimos dias, Trump se comprometeu a ocupar-se do "problema" do programa nuclear norte-coreano, e anunciou que

o porta-aviões Carl Vinson está a caminho da península da Coreia.O Japão concordou em enviar dois destroieres junto

à missão da marinha norte-americana, em solidariedade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.