Republicano John McCain dispara após vitórias na 'Superterça'

Senador conquista vitória em Estados importantes, embora seja surpreendido pelo desempenho dos rivais

BBC Brasil,

06 de fevereiro de 2008 | 07h41

O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos John McCain assumiu uma posição confortável na disputa pela indicação do seu partido para concorrer à Casa Branca, depois das prévias da chamada "Superterça".   Veja também:  Obama e Hillary fecham praticamente empatados  Definição segue caminhos divergentes  Corrida eleitoral deve seguir por semanas  Superterça atrai multidão e cria confusão    Veja as imagens da Superterça   Especial eleições americanas   Cobertura completa das eleições nos EUA     Entre os republicanos, John McCain levou a melhor em Nova Jersey, Illinois, Connecticut, Nova York, Oklahoma, Delaware, Arizona, Missouri e Califórnia. Já Mitt Romney venceu em Massachusetts, Dakota do Norte, Montana, Minnesota, Colorado e Alasca. E Mike Huckabee saiu vitorioso no Arkansas, Alabama, Geórgia, Virgínia Ocidental e Tennessee. "Eu acho que nós precisamos nos acostumar à idéia de que somos o principal concorrente do Partido Republicano à indicação para concorrer à Presidência dos Estados Unidos, e eu não me importo nem um pouco com isso", disse McCain em um discurso em Phoenix.   O pré-candidato que pesquisas apontavam como o principal rival de McCain, o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney, obteve menos vitórias. As projeções indicavam que ele havia conquistado 67 delegados, com a preferência dos eleitores em seu próprio Estado e em Utah, Minnesota, Montana e Dakota do Norte.   "Uma coisa é clara: esta campanha vai continuar. Eu acho que há algumas pessoas que pensaram que ia tudo terminar hoje, mas elas estão erradas", disse Romney. Por sua vez, o ex-governador de Arkansas e ex-pastor batista Mike Huckabee mostrou um desempenho que surpreendeu alguns analistas, vencendo em pelo menos quatro Estados (Alabama, Virgínia Ocidental, Arkansas e Geórgia) e faturando 85 delegados, mais do que Romney.   Democratas   Do lado democrata, as projeções indicavam a vitória de Hillary Clinton nos dois mais populosos Estados em jogo na Superterça, Califórnia e Nova York, além de Arizona, Arkansas, Massachusetts, Nova Jérsei, Oklahoma e Tennessee.   Mas as prévias deixaram claro que a disputa democrata está mais indefinida do que a republicana, já que o rival de Hillary, Barack Obama, mostrou também ter muita força, vencendo em pelo menos dez Estados: Alabama, Colorado, Connecticut, Delaware, Geórgia, Idaho, Illinois, Kansas, Minnesota e Dakota do Norte.   Com esses resultados, Hillary garantiu uma vantagem estreita de 166 delegados conquistados na Superterça, contra 146 garantidos por Obama.   Hillary parabenizou Obama, mas voltou a garantir a seus simpatizantes que irá conquistar a indicação democrata. "Depois de sete anos de um presidente que só tinha ouvidos para os interesses de lobistas, nós estamos prontos para um presidente que vai trazer seus valores, seus sonhos e sua voz à Casa Branca."   Em Massachusetts, Obama havia recebido o apoio de uma série de importantes políticos locais, como o ex-candidato presidencial John Kerry e o senador Edward Kennedy - o que acabou não lhe garantindo a vitória.   Por outro lado, segundo pesquisas de boca-de-urna, o voto do negro favoreceu de maneira decisiva Obama em sete Estados da Superterça com uma população significativa desses eleitores - como, por exemplo, a Geórgia e o Alabama. O candidato teria recebido pelo menos 60% dos votos dos negros nesses Estados, mas o percentual chegou a 94% em seu Estado, Illinois.   Em um discurso em Chicago, Obama parabenizou Hillary e deu a entender que não tem a intenção de sair da disputa. "Nosso tempo chegou, nosso movimento é real e a mudança está chegando aos Estados Unidos", disse.   A Super Terça-Feira distribui mais da metade dos delegados que irão formalmente escolher os candidatos à Presidência nas convenções partidárias, que serão realizadas em agosto e setembro.     Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.