AP
AP

Senado aprova nomeação de Hillary como secretária de Estado

Com 94 votos a favor e dois contra, ex-rival de Obama é confirmada para cargo máximo da diplomacia americana

Agências internacionais,

21 de janeiro de 2009 | 20h11

O Senado americano aprovou nesta quarta-feira, 21, a nomeação da senadora Hillary Clinton como nova secretária de Estado, por 94 votos a favor e dois contra. Na terça, o Senado havia adiado sua decisão depois que o voto contra do legislador republicano John Cornyn impediu a confirmação da nomeação por unanimidade.

 

Veja também:

linkObama congela salários de altos funcionários

linkCobertura completa do novo governo Obama

 

Cornyn (republicano pelo Texas) pediu que ocorresse esta segunda votação, alegando que podem existir conflitos de interesse porque a Fundação Clinton, do ex-presidente e marido de Hillary, Bill Clinton, recebeu no passado doações de governos estrangeiros.

 

Como secretária de Estado, Hillary terá uma poderosa plataforma para viajar pelo mundo e tentar reparar as relações com outros países abaladas nos oito anos da política externa do ex-presidente George W. Bush.

 

Mas, ao mesmo tempo, Hillary terá de subordinar sua agenda e ambições às do presidente Barack Obama e sacrificar a independência proporcionada pela cadeira no Senado e pelos 18 milhões de votos que obteve durante a árdua batalha das primárias democratas com o novo chefe de Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaHillary ClintonEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.