Tesoureiro da campanha de McCain renuncia ao cargo

Ex-parlamentar republicano Thomas G. Loeffler deixa comitê de finanças após ligações com lobistas

Agência Estado e Associated Press,

19 de maio de 2008 | 09h37

O co-dirigente do comitê de finanças da campanha do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, john McCain, renunciou neste domingo, 18, na mais recente baixa na campanha do candidato republicano, por causa de ligações com lobistas. Veja também:Huckabee anuncia que quer ser vice na chapa de McCain McCain tenta se distanciar de Bush sem renegá-lo Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA   O ex-parlamentar republicano Thomas G. Loeffler, do Texas, um dos mais importantes arrecadadores da campanha de McCain, renunciou em meio à nova política do candidato sobre conflito de interesses, que exige que os voluntários na campanha não tenham lobbies nem conexões com grupos econômicos. "O Sr. Loeffler renunciou à sua posição na campanha," disse hoje o porta-voz de McCain, Tucker Bounds. Loeffler, que comanda o The Loeffler Group, é o voluntário de mais alto perfil a deixar a campanha de McCain desde o verão de 2007, quando um escândalo derrubou o estrategista-chefe de campanha do (então) pré-candidato republicano. Entre os clientes da empresa de Loeffler, estão a European Aeronautic Defense and Space Co. (EADS), a empresa matriz da fabricante de aviões Airbus.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições nos EUAJohn McCain

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.