AFP
AFP

Trinta ficam feridos em turbulência de voo da Turkish Airlines para Nova York

O Boeing 777 tinha 326 passageiros e 21 tripulantes a bordo e conseguiu aterrisar com segurança

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2019 | 15h13

NOVA YORK -  Um jato de passageiros da Turkish Airlines que viajava de Istambul a Nova York sofreu uma grave turbulência no sábado (10), quando se aproximava de seu destino final, o aeroporto Kennedy.

 Segundo fontes oficias, 30 pessoas ficaram feridas antes de aterrissarem em segurança. 

Os feridos foram levados do aeroporto para hospitais locais de Nova York, principalmente para tratarem de batidas, cortes e contusões.

Uma comissária de bordo quebrou uma perna, segundo Steve Coleman, porta-voz da Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey, que opera os aeroportos, terminais de ônibus, pontes e túneis da região.

O Boeing 777 - que tinha 326 passageiros e 21 tripulantes a bordo - estava sobre o Oceano Atlântico, a cerca de 45 minutos da aterrissagem, quando foi atingido por uma turbulência, disse Coleman. A Turkish Airlines não se pronunciou sob o ocorrido. // COM AFP 


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.