REUTERS/Eduardo Munoz
REUTERS/Eduardo Munoz

Trump pede US$ 20 milhões a atriz pornô por quebrar pacto de silêncio

O acordo seria para, supostamente, manter em segredo um caso ocorrido pouco depois do agora presidente ter se casado com a primeira-dama Melania

EFE

17 Março 2018 | 04h57

WASHINGTON - Michael Cohen, advogado particular do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou uma ação judicial contra a atriz pornô Stormy Daniels, cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford, onde ele reivindica US$ 20 milhões por ela romper 20 vezes um pacto de silêncio, segundo informou na sexta-feira, 16, o jornal "The Washington Post".

O advogado também pediu aos tribunais que todos os procedimentos futuros sejam confidenciais.

A atriz recebeu durante a campanha eleitoral de 2016 um pagamento de Cohen de US$ 130 mil para, supostamente, manter em segredo um caso secreto que ela teve com Trump em 2006, pouco depois do agora presidente ter se casado com a primeira-dama, Melania Trump.

+++ Documentos apontam envolvimento de outra advogada de Trump no caso com atriz pornô

Nas últimas semanas, a atriz pornô está tentado anular nos tribunais o pacto assinado com Cohen, para poder falar abertamente sobre a relação que ela diz ter tido com Trump.

Mas essas tentativas podem ter consequências financeiras se um juiz determinar que ela rompeu o pacto, estipulando uma punição de US$ 1 milhão por violação.

Seu advogado, Michael Avenatti, disse que o pedido de US$ 20 milhões e a tentativa de manter o caso a portas fechadas são novos exemplos do assédio que está sofrendo Daniels do entorno de Trump desde o vazamento do escândalo, em janeiro.

+++ Fim do pacto de silêncio de atriz pornô aumenta tensão sobre Trump

"Que um presidente em exercício peça mais de US$ 20 milhões em falsos danos contra uma cidadã privada, que só tenta contar ao povo o que realmente aconteceu, é algo surpreendente. Provavelmente sem precedentes na nossa história", disse Avenatti, ao jornal.

"Para dizer simplesmente, eles querem esconder a verdade do povo americano. Nós nos oporemos a esse esforço", completou o advogado.

Avenatti, em entrevista para a "CNN", revelou que eles querem esconder a verdade do povo americano Daniels recebeu "ameaças físicas" para manter seu silêncio. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.