110 corpos foram encontrados dentro de barco que afundou na Rússia

Barco que seguia no rio Volga tinha oficialmente 196 passageiros; mas, segundo autoridades, 15 não estavam registrados

Efe,

11 de julho de 2011 | 05h23

De acordo com as autoridades, ainda não se sabe causas do acidente; 30 corpos encontrados são de crianças

MOSCOU - Os mergulhadores encontraram cerca de 110 corpos, 30 deles de crianças, no interior do barco "Bulgária", que afundou neste domingo com quase 200 pessoas a bordo no rio Volga, informou nesta segunda-feira o escritório de imprensa do Serviço de Resgate da república autônoma da Udmúrtia.

"Segundo a prospecção preliminar feita por mergulhadores da república da Tartária, no barco há aproximadamente 110 corpos, 30 deles de crianças", afirma em comunicado o Serviço de Resgate citado pela agência Interfax.

Pouco antes, um porta-voz do centro regional do Ministério da Rússia para Situações de Emergência tinha informado que no "Bulgária" tinha sido achado um grande número de cadáveres.

"Encontrou-se muita gente na área do bar e do restaurante do barco. Pelo visto, (no momento do naufrágio) ali havia algum tipo de atividade", disse.

Por enquanto, as autoridades russas confirmaram a morte de seis pessoas que viajavam a bordo do "Bulgária", um barco fabricado na Tchecoslováquia em 1995.

Segundo o porta-voz de Emergência, equipes de resgate rastreiam ambas as margens do rio e as ilhotas que há na área onde o "Bulgária" foi a pique na busca de sobreviventes.

As autoridades locais informaram que 50 passageiros, 23 tripulantes e outras seis pessoas que não figuravam na lista de viajantes foram resgatados com vida.

O presidente da Tartária, Rustam Minnijanov, afirmou que a bordo do "Bulgaria" estavam 196 pessoas, 15 das quais não figuravam na lista de passageiros nem na de tripulantes.

O naufrágio, cujas causas são desconhecidas, aconteceu às 13h58 (horário local, 6h59 de Brasília) do domingo, junto à localidade de Siukeyev, quando o barco realizava uma travessia entre Bolgar e Kazan, na república da Tartária.

De acordo com a Emergência, na região onde o barco afundou a profundidade do grande rio russo supera os 20 metros.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússia, barco, corpos, Bulgária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.