28 supostos membros da Al-Qaeda são detidos em operações na Turquia

Alguns dos presos tinham recebido treinamentos armados nos campos da rede extremista

Efe,

09 de julho de 2010 | 17h16

ISTAMBUL- Vinte e oito pessoas foram detidas nesta sexta-feira, 9, na Turquia sob a acusação de pertencerem à rede terrorista Al-Qaeda, informou a agência de notícias semi-oficial Anadolu.

 

Veja também:

especialEspecial: As franquias da Al-Qaeda

 

As prisões aconteceram em quatro províncias turcas eurasiáticas em diferentes operações policiais.

 

Em Istambul foram detidas 15 pessoas; outras 5 na turística província de Antalya (sul da Turquia); 3 em Malatya (Anatólia Oriental) e 5 em Gaziantep (ao sudeste da Anatólia).

 

A operação mais importante foi a última, já que entre o quinteto detido há três pessoas, que segundo fontes policiais, tinham recebido treinamento no Afeganistão.

 

De acordo com a informação da agência turca, os detidos em Gaziantep tinham "uma pistola, cinco computadores com informação da organização, vários CDs com imagens de treinamentos armados nos campos da organização (da Al-Qaeda) no Afeganistão e um grande número de documentos".

 

Estes três detidos viajaram "muitas vezes" ao Afeganistão e poderiam estar trabalhando em operações de propaganda no interior da Turquia.

 

Os detidos em Gaziantep foram enviados à província de Malatya, onde se coordenaram várias operações contra a rede jihadista, para serem interrogados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.