66 são detidos em operação internacional contra tráfico

Grupo nigeriano trabalhava principalmente na Europa e é acusado por traficar drogas e seres humanos

Efe,

15 de janeiro de 2008 | 09h08

Forças policiais italianas e de outros países detiveram nesta terça-feira, 15, 66 pessoas em uma operação contra uma rede nigeriana dedicada ao tráfico de seres humanos, informou a Polícia de Estado. Os detidos são acusados de crimes que vão de formação de quadrilha para tráfico de seres humanos a escravidão, seqüestro e tráfico de entorpecentes. Foram executadas 66 ordens de detenção expedidas por um tribunal de Nápoles (oeste) contra cidadãos nigerianos na Itália e no exterior. Quinze pessoas foram detidas no exterior, principalmente na Holanda, onde "a organização era particularmente ativa" e trazia menores nigerianos de ambos os sexos. Os menores eram levados para a Itália e outros países europeus para serem usados nos "setores da prostituição e da droga". Durante as investigações foram constatadas "graves irregularidades em alguns trâmites de adoção, que permitiram a mulheres nigerianas residentes na Itália levar crianças de orfanatos nigerianos para induzi-las a tráficos infames". A Polícia lembrou que em outubro foi encerrada uma primeira fase da operação, na qual foram detidas 23 pessoas na Espanha, Holanda, Reino Unido, França, Alemanha, Bélgica, Estados Unidos e Nigéria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.