Abóbada de basílica de L'Aquila cai sobre túmulo de papa

Relíquias de Celestino V salvaram-se do terremoto de 1703, quando teto construído em 1287 aguentou tremores

Efe,

09 de abril de 2009 | 10h01

A abóbada românica da Basílica de Santa Maria di Collemaggio em L'Aquila caiu sobre o local onde se encontra o túmulo do papa Celestino V, em consequência do terremoto da segunda-feira passada na região central da Itália e de suas réplicas.

Veja também:

linkOnna, o vilarejo que foi riscado do mapa

email Está na Itália? Envie seu relato

lista Brasileiros contam como enfrentaram o tremor

lista Cronologia: Piores tremores dos últimos anos

especialEntenda como acontecem os terremotos

mais imagens Fotos: Veja as imagens

video TV Estadão: Vídeo mostra a destruição em Áquila

As relíquias do papa, que renunciou ao posto, salvaram-se do terremoto de 1703, quando o teto construído em 1287 aguentou os tremores, mas o terremoto da segunda-feira e suas contínuas réplicas causaram o desabamento da abóbada da igreja românica.

A basílica se transformou em um importante centro de peregrinação religiosa em 1294, quando Pietro del Morrone foi nomeado papa com o nome de Celestino V, fundador da ordem dos Celestinos e canonizado em 1303.

O centro histórico de L'Aquila, capital da região de Abruzzo, onde ocorrem contínuas réplicas, foi danificado pelo terremoto da segunda-feira, que alcançou uma magnitude de 5,8 graus na escala Richter.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.