Acidente no metrô de Moscou deixa 12 mortos e 120 feridos

Doze pessoas morreram e cerca de 120 ficaram feridas nesta terça-feira quando um trem do metrô de Moscou descarrilou entre duas estações durante a hora de mais movimento pela manhã, informou o Ministério das Emergências.

ANDREY KUZMIN, REUTERS

15 de julho de 2014 | 07h38

O comitê de investigação da Rússia disse estar examinando as causas do acidente, mas parece não haver suspeita de crime.

Passageiros feridos eram levados para fora das estações em macas, ensanguentados e com ataduras. Helicópteros transportavam para o hospital as vítimas em estado mais grave. Os passageiros estavam em estado de choque ou gritando quando levados para a superfície pelas equipes de socorro.

"Até o momento são 12 mortos", disse aos repórteres uma autoridade do Ministério das Emergências no local.

Investigadores disseram que uma elevação repentina na tensão elétrica provocou a parada do trem e fez com que diversos vagões saíssem dos trilhos entre as estações de Bulevar Slaviansky e Parque Pobedy.

"Ele brecou muito de repente. As luzes se apagaram e havia muita fumaça", contou um homem, com o nariz ensanguentado, em declaração à TV Rossiya-24.

(Reportagem adicional de Tatiana Ustinova)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAMETROACIDENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.