Aeronaves MD-80 têm longo histórico de acidentes aéreos

Cerca de 400 pessoas morreram em acidentes com aviões desse tipo nos últimos cinco anos

Da Redação, estadao.com.br

20 de agosto de 2008 | 15h58

O modelo McDonnell Douglas MD-82, que sofreu um acidente nesta quarta-feira, 20, no aeroporto de Barajas, em Madri, tem um histórico de acidentes aéreos. Entre março e abril deste ano, segundo a Sky TV, uma auditoria de segurança na American Airlines forçou a companhia a deixar de operar com toda a frota MD-80, que já está fora de produção pelo fabricante. Pelo menos 6 mil vôos foram cancelados por problemas na instalação elétrica.   Veja também: Nota oficial da Spanair (em espanhol) Repórter do Estado relata o acidente em Madri  Embaixador diz que não há brasileiros no vôo  O lugar parece o inferno, diz testemunha Maior acidente aéreo da história matou 583 na Espanha   Imagem do avião MD-82 da Spanair antes do acidente. Reprodução/e-periodistas.weblog   Os jatos da série MD-80 entraram em operação em outubro de 1980, sucedendo a linha DC-9. Com motores Pratt & Whitney JT8D-200, os custos de operação da aeronave está entre um dos mais baixos da aviação comercial. Os modelos MD-80 foram substituídos pelos MD-90, que começaram a operar em 1995. A última variação da família foi o MD-95, que depois foi renomeado para Boeing 717-200, após a McDonnell Douglas ser incorporada pela Boeing em 1997. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), nenhuma companhia brasileira opera com aviões desse tipo.   Veja alguns dos acidentes envolvendo modelos MD-80. Só nos últimos cinco anos, cerca de 400 pessoas, sem considerar as vítimas da tragédia em Madri nesta quarta-feira, morreram em incidentes com aeronaves desse tipo.   20 de agosto de 2008 - um MD-82 da Spanair, vôo JK 5022, prefixo EC-HFP, saiu da pista enquanto decolava e explodiu. A aeronave levava 173 pessoas. Segundo o jornal El País, pelo menos 150 morreram.   30 de novembro de 2007 - um MD-83 Atlasjet, vôo 4203, caiu no sudoeste da Turquia, na província de Isparta. Todos os 57 passageiros morreram.   28 de setembro de 2007 - um MD-80, vôo 1400, conseguiu fazer um pouso de emergência em segurança nos EUA depois de um incêndio no motor.   16 de setembro de 2007 - um MD-82 da One-Two-Go Airlines, vôo 269, se chocou contra um muro e explodiu no aeroporto de Phuket, na Indonésia. Mais de 80 pessoas morreram.   Cabine de passageiros do MD-82. Reprodução  16 de agosto de 2005 - um MD-82 da West Caribbean Airways Flight, vôo 708, explodiu ao norte da Venezuela. Todos os 152 passageiros morreram, além dos 8 membros da tripulação.   30 de novembro de 2004 - um MD-82 explodiu ao aterrissar Surakarta, na Indonésia, deixando pelo menos 25 mortos.   7 de maio de 2002 - um MD-82 da China Northern Airlines explodiu durante um vôo de Beijing para Dalian, deixando pelo menos 111 mortos.   8 de outubro de 2001 - um MD-87 colidiu colidiu com um jato Cessna durante a decolagem no aeroporto Linate, em Milão. O acidente matou 110 pessoas.     31 de janeiro de 2000 - um MD-83 explodiu no Oceano Pacífico, deixando 88 mortos.   1 de junho de 1999 - um MD-82 sai da pista de decolagem em Newark. Pelo menos 11 morreram.   7 de junho de 1996 - acidente com um MD-88 da Delta Airlines deixa 2 mortos.   13 de novembro de 1993 - acidente com MD-82 da China Northern Airlines mata 12 pessoas.   26 de outubro de 1993 - acidente com um MD-82 da China Eastern Airlines deixa 2 mortos.   27 de dezembro de 1991 - um MD-81 apresenta uma explosão na Suécia. Todos os passageiros sobrevivem.   12 de junho de 1988 - acidente com um MD-81 na Argentina deixa 22 mortos.   16 de agosto de 1987 - um MD-82 explodiu logo após decolar em Detroit. Toda a tripulação e passageiros morreram, exceto uma menina de 4 anos.   1 de dezembro de 1981 - um MD-81 explode em Córsega. Todos os 180 passageiros morrem.  

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhaacidente aéreo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.