Aeroporto de Frankfurt recebe novas restrições a voos noturnos

O novo governo do Estado alemão de Hesse concordou em seguir as novas restrições aos voos noturnos no terceiro maior aeroporto da Europa, em Frankfurt, mas não as medidas mais restritas propostas pela Lufthansa e a Fraport, operadora do aeroporto.

Reuters

13 de dezembro de 2013 | 16h33

A União Democrata-cristã (CDU, sigla em alemão) e o Partido Verde concordaram em conversas de coalizão, buscar o uso de pistas de voo alternativas a partir das 22 horas, e terminando uma hora depois, além do período de 5 horas até às 18 horas da tarde, o que deve diminuir os barulhos causados pelos aviões.

A proibição completa da faixa das 23 horas até às 5 horas foi introduzida em 2011, assim que a quarta pista do aeroporto foi inaugurada.

O acordo foi menos rigoroso que o esperado. Inicialmente, os verdes pediram para que fossem estendidos em duas horas a proibição dos voos noturnos.

A coalizão também pediu a revisão dos planos para construir um novo terminal, importante para atender ao aumento do fluxo de passageiros, de acordo com a operadora do aeroporto.

A Fraport foi contra a extensão das horas proibidas, mas disse que está disposta a fazer o uso alternado das pistas nos horários permitidos.

Já a Lufthansa disse nesta sexta-feira que são bem-vindos quaisquer medidas que reduzam a poluição sonora e mantenha o desempenho econômico do aeroporto.

(Reportagem de Peter Maushagen)

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAVOOSNOTURNOSACORDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.