Klaus-Dietmar Gabbert/Reuters
Klaus-Dietmar Gabbert/Reuters

Alemães tiram a roupa em protesto contra scanners corporais

Membros do Partido Pirata ficaram em trajes íntimos em aeroporto da capital alemã

estadao.com.br,

10 de janeiro de 2010 | 14h37

Um grupo de integrantes do Partido Pirata da Alemanha ficou tirou a roupa neste domingo, 10, no aeroporto Berlin-Tegel, na capital, para protestar contra o uso de scanners corporais, aparelhos que permitem aos fiscais identificar o que se usa por baixo da roupa. O país começará a usar o instrumento em meados deste ano.

 

A Alemanha e outros países europeus resolveram adotar o scanner corporal em aeroportos depois do frustrado atentado que um nigeriano tentou cometer no dia de Natal num voo Amsterdã-Detroit. Nos Estados Unidos, o presidente Barack Obama afirmou que vai intensificar o uso do aparelho.

 

(com Efe e Reuters)

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.