Alemanha diz que ida de Merkel à Grécia não pressupõe ajuda ao país

O ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, disse neste domingo que a visita da chanceler Angela Merkel à Grécia nesta semana não significa que o endividado país receberá a próxima parcela do resgate.

Reuters

07 de outubro de 2012 | 15h18

"A chanceler não discutirá com a Grécia um assunto que a troika deve tratar primeiro", afirmou Schaeuble em entrevista à emissoria ZDF, em referência ao Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu.

A Grécia está em duras negociações com a troika sobre novos cortes no orçamento para os próximos dois anos, uma condição para receber uma parte do resgate de 130 bilhões de euros que mantém o país com sobrevida.

"A Grécia precisa cumprir com suas obrigações para receber a próxima parcela", afirmou o ministro.

(Por Hans-Edzard Buseman)

Tudo o que sabemos sobre:
GRECIAALEMANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.