Aliança pode solucionar impasse em eleições na Ucrânia

Com 97% das urnas apuradas, eleições continuam indefinidas; governo e oposição comemoram vitória

Reuters,

02 de outubro de 2007 | 15h22

Os partidos da "Revolução Laranja" pretendem ajustar rapidamente uma aliança para conseguir a indicação ao cargo de primeiro-ministro da Ucrânia com os resultados das eleições parlamentares do final de semana. Governo e oposição afirmam ter vencido o pleito e exigem o direito de formar a nova administração do país.A formação de uma aliança entre resolveria o impasse gerado pela disputa acirrada entre o presidente pró-Ocidente Viktor Yushchenko e o primeiro-ministro Viktor Yanukovich. Os dois lados afirmam que conseguirão uma coalizão para conquistar a maioria dos 450 lugares no ParlamentoCom 97% das urnas apuradas, o partido do premiê ocupa o primeiro lugar no pleito com 34% dos votos. O bloco "Laranja", formado pela ex-premiê e líder da oposição Yulia Tymoshenko tem 30%, seguido do pelos 14% do partido do presidente Yushchenko. O bloco comunista tem aproximadamente 5% dos votos.Antes da contagem chegar ao fim, o presidente e seus aliados, que já sinalizaram a possibilidade de uma aliança que colocará Yulia no cargo de primeira-ministra, alertaram para fraudes cometidas por seus concorrentes.Na segunda-feira, Yushchenko ordenou uma investigação sobre o atraso da contagem em algumas regiões do país, onde o premiê tem maior influência. Pessoas ligadas ao presidente ucraniano afirmaram que aliados de Yanukovich estão atrasando a apuração.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.