Alto clérigo ortodoxo russo diz que teve sua entrada proibida na Ucrânia

Um alto clérigo da Igreja Ortodoxa Russa disse que teve a sua entrada na Ucrânia barrada essa semana, em meio a um aumento do impasse entre Moscou e Kiev sobre a agitação separatista no leste da Ucrânia.

Reuters

11 Maio 2014 | 11h59

O Departamento de Relações Exteriores da Igreja disse que o seu líder, metropolita Hilarion, teve que voltar do aeroporto da cidade oriental de Dnipropetrovsk, na sexta-feira, para onde ele havia ido para entregar um prêmio ao clérigo local.

"Não me deram nenhuma explicação", disse Hilarion ao canal estatal de notícias russo Rossiya 24. "Aparentemente meu nome e, possivelmente o nome de outros líderes da Igreja estão em uma lista de pessoas que estão proibidas de entrar na Ucrânia."

A guarda da fronteira ucraniana não quis comentar.

(Por Gabriela Baczynska, em Moscou, e Pavel Polityuk, em Kiev)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA UCRANIA CLERIGO ORTODOXO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.