Angela Merkel conquista apoio com promessa de não alterar leis

Chanceler alemã está formando governo de coalizão com liberais e partido aliado

estadao.com.br,

14 de outubro de 2009 | 15h02

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, que se prepara para formar um governo de coalizão com os liberais, partidários de reformas, prometeu nesta quarta-feira, 14, que não modificaria a legislação trabalhista ante um congresso de sindicalistas, que receberam a notícia com aplausos entusiasmados, segundo a agência e notícias AFP.

 

"Não vamos alterar nada na cogestão", uma lei alemã que garante uma forte representação dos empregados nos órgãos de controle das empresas, declarou Angela no congresso do sindicato da energia e da construção IG BCE em Hannover, no norte do país.

 

O partido conservador da chanceler, a União Democrata Cristã (CDU), está imerso em negociações com sei aliado CSU e com os liberais do FDP para formar um novo governo após as eleições legislativas de 27 de setembro, nas quais os liberais tiveram um crescimento considerável.

 

No momento, as negociações entre os três partidos não permitiram grandes progressos nos temas mais delicados, como o do direito do trabalho, a diminuição dos impostos pedida pelo FDP e o sistema de saúde.

 

Na quarta-feira, os partidos anunciaram estar de acordo com a flexibilização das condições impostas aos desempregados a longo prazo para cobrar seus subsídios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.