Annan diz que crise na Síria não pode durar indefinidamente

O enviado especial conjunto da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan, disse nesta segunda-feira que a crise na Síria "não pode se arrastar indefinidamente", mas que ele não poderia dar um prazo para uma solução depois de um ano de confrontos sangrentos.

REUTERS

26 Março 2012 | 13h02

"Não é prático levar adiante horários e prazos, quando não se tem acordo das partes", disse Annan a jornalistas em Moscou, onde se encontrou neste domingo com o presidente russo, Dmitry Medvedev.

"Não pode ser permitido que isso se arraste indefinidamente e como eu disse às partes no solo, eles não podem resistir aos ventos transformacionais que sopram."

(Reportagem de Thomas Grove)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA SIRIA ANNAN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.