Apoio ao Trabalhismo no Reino Unido é o mais baixo desde 1943

Conservadores, o maior partido da oposição, subiram 3 pontos, para 47%, segundo pesquisa do instituto YouGov

Efe,

30 de maio de 2008 | 06h17

O apoio ao Trabalhismo do primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, caiu ao nível mais baixo desde 1943, segundo uma pesquisa publicada nesta sexta-feira, 30, pelo jornal The Daily Telegraph. Na primeira enquete desde que os trabalhistas perderam no último dia 22 a circunscrição eleitoral de Crewe & Nantwich (noroeste inglês), o partido governista britânico aparece com apenas 23% de apoio, uma queda de 3 pontos em relação à última pesquisa, de abril. Os conservadores, o maior partido da oposição, subiram 3 pontos, para 47%, enquanto o Partido Liberal-Democrata, o terceiro maior do país, ganhou 1 ponto, aos 18%, acrescenta a enquete. A pesquisa, realizada pelo instituto YouGov, ouviu 2.240 adultos em todo o Reino Unido, e foi realizada entre os dias 27 e 29 de maio. O diário ressalta que o respaldo ao Trabalhismo está no nível mais baixo desde que o instituto Gallup começou a perguntar às pessoas em 1943 quais eram seus candidatos preferidos. A pesquisa do YouGov indicou ainda que 75% dos ouvidos afirmaram não estar satisfeitos com o trabalho de Gordon Brown, e somente 15% disseram que aprovam seu trabalho.

Tudo o que sabemos sobre:
trabalhismoReino UnidoGordon Brown

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.