Após casamento, Carla e Sarkozy vivem em casas separadas

Sogra do presidente francês afirma que o genro visita a ex-modelo em seu apartamento todas as tardes

Efe,

10 de fevereiro de 2008 | 11h31

A cantora italiana Carla Bruni continua morando em seu apartamento em Paris e não tem intenção, por enquanto, de se mudar para o Palácio do Eliseu após se casar com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, disse a mãe da ex-modelo em declarações publicadas neste domingo, 10, pelo jornal La Stampa. Marisa Bruni Tedeschi afirmou que sua filha decidiu, em acordo com o marido, continuar morando na mesma casa pelo bem do filho da cantora, Aureliano, fruto de um relacionamento anterior, já que o menino estuda em uma escola próxima. Segundo a mãe da ex-modelo, o presidente francês vai todas as tardes ao apartamento da esposa. Marisa disse ao La Stampa que, após o casamento, a filha "está inclusive trabalhando mais do que antes, e a gravação de seu próximo disco está lhe absorvendo muito". "Carla é uma mulher tenaz, ama seu trabalho e não pretende deixá-lo de lado", disse a sogra de Sarkozy. A mãe de Carla disse que a cantora acompanhará o presidente francês na sua visita oficial ao Reino Unido, prevista para março e na qual serão recebidos pela rainha da Inglaterra, Elizabeth II. "Carla está muito feliz com esta visita. Sua primeira viagem de Estado. Quem não estaria entusiasmado em seu lugar?", acrescentou a mãe da cantora. A sogra de Sarkozy não quis comentar as notícias sobre a possível gravidez da filha, e disse que, se fosse verdade, "seria justo que eles dessem a notícia". Sobre a notícia de que Sarkozy enviou uma mensagem de celular à ex-mulher Cécilia pedindo que voltasse com ele oito dias antes de se casar com Carla, Marisa disse que, "apesar de ser falso", é algo que não deixou sua filha "indiferente". Ela reafirmou que o casal "está muito apaixonado", que são "muito unidos" e que entre eles foi "amor à primeira vista".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.