Arquiteto português Souto de Moura ganha prêmio Pritzker

O arquiteto português Eduardo Souto de Moura foi o vencedor do Prêmio Pritzker deste ano e vai receber 100 mil dólares por seus projetos que "transmitem poder e modéstia, bravatas e sutilezas", disse nesta segunda-feira a fundação que concede a premiação.

REUTERS

28 de março de 2011 | 17h47

A honraria, que costuma ser chamada de Nobel da arquitetura, deveria ser anunciada no mês que vêm e apresentada em Washington, mas foi divulgada prematuramente por um órgão da mídia, segundo um porta-voz.

O prêmio, concedido anualmente a um arquiteto vivo, é patrocinado pela abastada família Pritzker, de Chicago, principal proprietária da rede Hyatt Hotels e de outros negócios.

O primeiro a ganhá-lo foi o arquiteto norte-americano Philip Johnson, em 1979. Depois, foi entregue a arquitetos do mundo todo, incluindo Álvaro Siza, ex-professor de Souto de Moura, que o recebeu em 1992.

"O fato de esta ser a segunda vez que um arquiteto português é escolhido torna a premiação ainda mais importante", disse Souto de Moura, de 58 anos, em comunicado divulgado pela fundação.

Entre os projetos dele estão um estádio em Braga, a Burgo Tower, no Porto, a restauração de um convento em Amares, um metrô no Porto, o Museu Paula Rego, em Cascais, além de shopping centers, escolas, galerias de arte, casas e um cinema.

O arquiteto brasileiro Paulo Mendes da Rocha ganhou o Pritzker em 2006, e Oscar Niemeyer foi agraciado em 1988.

(Reportagem de Andrew Stern)

Tudo o que sabemos sobre:
PORTUGALARQUITETOPREMIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.