Assessor de presidente local é morto no Cáucaso do Norte

Homens encapuzados espancaram e mataram um assessor presidencial na república russa de Karatchais-Tcherkesses nesta quarta-feira, o mais novo ataque que evidencia o frágil controle de Moscou na região do Cáucaso do Norte, de maioria muçulmana.

REUTERS

12 Maio 2010 | 17h22

Fral Shebzukhov foi espancado por três homens com o que pareciam ser tacos de beisebol na capital local, Cherkessk, informaram agências de notícias russas, citando fontes de segurança. Os homens, então, atiraram e mataram o assessor.

"Estou pessoalmente convencido de que este assassinato foi motivado politicamente", disse em comunicado o presidente da região, Boris Ebzeyev.

A pequena região de Karatchais-Tcherkesses tem sido até agora uma ilha de estabilidade no volátil sul da Rússia. No entanto, explosões de homens-bomba e outros ataques contra soldados, policiais e autoridades se transformaram numa realidade diária nas regiões vizinhas do Daguestão e da Inguchétia, abastecendo temores de uma espiral da violência da Chechênia, onde Moscou lutou duas guerras contra separatistas desde os anos 1990.

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA ATAQUE MORTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.