Emin Bal/Reuters
Emin Bal/Reuters

Ataque aéreo turco mata 30 no sudeste da Turquia, diz prefeito

Força Aérea turca costuma bombardear redutos de rebeldes curdos na região

REUTERS

29 de dezembro de 2011 | 07h23

DIYARBAKIR - A aviação turca matou 30 pessoas em um ataque noturno no sudeste da Turquia, perto da fronteira iraquiana, aparentemente confundindo contrabandistas com militantes curdos, disse à Reuters nesta quinta-feira, 29, o prefeito da localidade de Uludere, Fehmi Yaman.

A Força Aérea turca costuma bombardear redutos de rebeldes curdos na região, como parte do confronto com o grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), e vem intensificando as operações na área desde agosto.

"Nós temos 30 corpos, todos eles queimados. O Estado sabia que essas pessoas estavam fazendo contrabando na região. Este tipo de incidente é inaceitável. Eles foram atingidos do ar", disse Yaman. Uludere fica na província de Sirnak, no sudeste do país.

O governo turco não estava disponível no momento para comentar o ocorrido.

"Havia rumores de que o PKK iria cruzar esta região. Foram feitas imagens de uma multidão cruzando a área na noite passada, por isso foi realizada uma operação", disse uma fonte do setor de segurança. "Não tínhamos como saber se esse pessoal era membro do grupo (PKK) ou contrabandistas", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
TURQUIABOMBARDEIOMORTES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.