Polícia finlandesa/Divulgação/AP
Polícia finlandesa/Divulgação/AP

Atirador é achado morto após matar 5 em shopping na Finlândia

Ibrahim Shkupolli se matou após abrir fogo contra civis; mulher do criminoso também foi encontrada morta

Associated Press,

31 de dezembro de 2009 | 11h51

A polícia da Finlândia encontrou o corpo do atirador que matou cinco pessoas nesta quinta-feira, 31, em um shopping na cidade de Espoo - a segunda maior do país. O corpo foi encontrado no apartamento do homem suspeito de ser o atirador, identificado pela política como Ibrahim Shkupolli, de 43 anos. Sua ex-mulher também foi encontrada morta em um apartamento na cidade.

 

Na manhã desta quinta, um homem armado matou quatro pessoas em um tiroteio no shopping Sello. De acordo com o grupo de mídia estatal Yle, Shkupolli usou uma arma de mão de 9 milímetros de calibre.

 

O trânsito dos trens na região foi suspenso e helicóptero da política circulavam a área para dar suporte à busca pelo atirador. Segundo relato do Yle, Ibrahim Shkupolli, supostamente matou a ex-mulher em um apartamento próximo antes de se dirigir ao shopping.

 

A agência de notícias STT informou que a ex-mulher do atirador trabalhava no shopping e havia uma ordem judicial que impedia Shkupolli de se aproximar do local. Centenas de trabalhadores do shopping foram evacuados para uma livraria e posto do corpo de bombeiros próximos.

 

O porta-voz da polícia finlandesa, Jurki Karlio, disse à Associated Press que uma mulher e três homens foram mortos a tiros em Espoo. Ele disse que "muitas centenas de pessoas" estavam dentro do shopping no momento do tiroteio.

 

Uma testemunha disse ao Yle que um homem vestido de preto começou a atirar aleatoriamente contra as pessoas no segundo piso do shopping Sello. Outra testemunha que estava no local no momento do tiroteio disse que houve pânico quando o homem começou a atirar.

 

"Haviam muitas pessoas que estavam chorando e muitos vendedores estavam completamente em pânico", disse uma testemunha. "Parece que eles (a polícia) não pegou o homem que estava atirando", disse outra testemunha. "Ninguém sabe o que aconteceu."

 

O shopping Sello, inaugurado em 2005, se autodefine como um dos maiores da região nórdica com mais de 170 lojas.

 

A Finlândia, com uma população de 5,3 milhões de habitantes, tem uma estatística de 1,6 milhão de armas de fogo nas mãos de indivíduos e está entre os cinco países com maior taxa de porte de arma por civis no mundo.

 

Políticos, assistentes sociais e líderes religiosos vêm pedindo leis mais rigorosas para o porte de armas, mais vigilância em sites da internet e mais laços sociais no pequeno país nórdico, conhecido pela sua elevada taxa de suicídio, abuso de álcool e violência doméstica.

 

Em setembro de 2008, um homem armado matou nove estudantes e um professor em uma escola de formação profissional antes de se matar na cidade de Kauhajoki e, em novembro de 2007, um estudante de 18 anos matou oito pessoas e se matou em uma escola secundária no sul da Finlândia.

 

Atualizada às 19h24.

Tudo o que sabemos sobre:
Finlândiaatirador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.