Atirador francês irá se entregar 'nesta tarde', diz ministro

Um atirador cercado pela polícia francesa em Toulouse, suspeito de matar quatro pessoas em uma escola judaica nesta semana, disse aos negociadores que irá se entregar mais tarde nesta quarta-feira, afirmou o ministro do Interior, Claude Gueant.

REUTERS

21 Março 2012 | 07h14

"Ele disse que irá se entregar nesta tarde", disse Gueant à rede de televisão BFM, acrescentando que autoridades estavam determinadas a pegar o suspeito vivo para que ele possa ser julgado.

O atirador, um francês de 24 anos que diz pertencer à rede Al Qaeda, jogou uma arma pela janela da casa em troca de um "aparelho de comunicação", disse Gueant. Ele ainda tem uma metralhadora Uzi, um fuzil Kalashnikov e outras armas, afirmou o ministro.

O homem, que também é o principal suspeito de matar três soldados na semana passada, disse aos negociadores que agiu para punir o Exército da França por suas intervenções no exterior e a difícil situação das crianças palestinas.

(Reportagem de Brian Love)

Mais conteúdo sobre:
FRANCA ATIRADOR ENTREGA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.