Atirador francês morre após pular da janela, diz ministro

Um atirador inspirado na Al Qaeda, que matou sete pessoas na França, morreu nesta quinta-feira após pular da janela de seu apartamento, onde ele se refugiava há cerca de 30 horas em um impasse com a polícia, afirmou o ministro do Interior, Claude Gueant.

REUTERS

22 de março de 2012 | 08h35

Mohamed Merah, um jovem francês de origem argelina, estava em silêncio há horas, mas abriu fogo contra as forças especiais que invadiram o prédio e morreu na troca de tiros subsequente.

"No momento em que uma sonda de vídeo foi enviada ao banheiro, o assassino saiu do banheiro, atirando com extrema violência", Gueant disse a repórteres no local, acrescentando que Merah atirava com várias armas ao mesmo tempo.

"No fim, Mohamed Merah pulou da janela com sua arma na mão, continuando a atirar. Ele foi encontrado morto no chão", disse.

Dois oficias da polícia ficaram feridos na operação.

(Reportagem de John Irish e Nick Vinocur)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAATIRADORCONFIRMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.