Ativistas gregos atacam empresa, prefeito e árvore de Natal

País vive onda de distúrbios após assassinato de adolescente por policial em passeara há duas semanas

AP

20 de dezembro de 2008 | 17h13

Manifestantes mascarados colocaram fogo na sede de uma companhia de cartão de crédito no centro de Atenas, em mais um episódio dos distúrbios que tomaram conta da Grécia nas últimas duas semanas. Mais cedo, uma árvore de natal foi atacada na cidade. Os rebeldes voltaram a enfrentar a polícia. Um grupo de manifestantes invadiu o prédio da empresa de cartão de crédito Tiresias SA, e jogou bombas incendiárias no local. O fogo foi controlado, mas o edifício foi danificado, segundo testemunhas.No centro de Atenas, cerca de 150 pessoas enfrentaram dezenas de policiais depois de atirar lixo em uma árvore de natal na Praça Syntagma. A polícia usou gás de pimenta contra os manifestantes. Três fotógrafos se feriram na ação. A árvore sobreviveu ao ataque. Em Tessalonica, a segunda maior cidade do país, um pequeno grupo de jovens anarquistas ocupou um cinema na praça principal e jogou bolos e doces no prefeito Vassilis Papageorgopoulos e em um de seus assessores. O prefeito comparecia a um evento de natal para entregar doces a crianças com anemia. Os rebeldes invadiram a cerimônia, e atiraram os doces no políticos. Novos protestos violentos devem sacudir Atenas neste sábado. Estudantes farão uma nova passeata no local onde o adolescente Alexandros Grigoropoulos foi morto por um policial no último dia 6, fato que detonou a onda de protestos no país.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciamanifestantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.