Austrália reconhece a independência de Kosovo

Comunidade albanesa que vive no país comemora com uma grande festa a declaração em Melbourne

Efe,

18 de fevereiro de 2008 | 06h29

O governo australiano disse que reconhece a independência declarada unilateralmente por Kosovo. A declaração aconteceu no domingo, 17, e não foi reconhecida pela Sérvia e Rússia, mas foi apoiada pelos Estados Unidos e outros países. Veja também:Fogos de artifício marcam fim do dia em Kosovo ONU não chega a consenso sobre independência do KosovoKosovo declara independência da Sérvia'Sérvia nunca reconhecerá o Kosovo', diz presidenteRússia quer que ONU anule independência de KosovoKosovo tem explosões e tensão após independência Kosovo: independência aumenta abismo entre Rússia e OcidenteEntenda o que está em jogo em KosovoMapa: a disputa dos Bálcãs  "A triste história de Kosovo significa que temos que fazer tudo o que podemos para assegurar proteção aos cidadãos desta região no futuro", disse o primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd. "Esta parece ser a ação correta e, por isso, reconheceremos diplomaticamente assim que tivermos oportunidade", acrescentou o dirigente. A comunidade albanesa da Austrália tem umas 20 mil pessoas procedentes de Kosovo, Albânia, Macedônia, Montenegro e Grécia, que celebraram com uma grande festa na noite deste domingo em Melbourne, local onde a maioria reside. O presidente da Associação de Bem-estar Social dos Sérvios Ortodoxos, Marko Marinkovich, disse que a comunidade sérvia na Austrália estuda um modo de expressar seu descontentamento.

Mais conteúdo sobre:
Kosovo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.