Austríaco é acusado de matar familiares por herança

Idoso é procurado pela morte de irmãos e cunhados após um ano e meio de discussões por bens

Efe,

02 de julho de 2008 | 10h36

Um austríaco de 66 anos foi acusado de matar quatro familiares por causa de uma discussão sobre uma herança na cidade de Strasshof (oeste de Viena), informou nesta quarta-feira, 2, a agência APA. O homem, que está desaparecido, foi acusado de matar seu irmão e irmã e seus cunhados, todos com idade entre 56 e 67 anos. O suposto assassino teria matado os parentes depois de sua irmã ter aumentado o valor do aluguel do apartamento em que ele vivia em Viena, o que gerou seu despejo após um ano e meio de discussões relacionadas a uma herança. O suspeito era conhecido pela polícia, porque já tinha indicado às autoridades que mataria seus familiares. Parentes dos dois casais descobriram os corpos e avisaram à polícia, que disse que os crimes foram cometidos possivelmente na terça-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Áustria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.