Avanço do furacão Gustav aumenta preço do petróleo

Possibilidade do fenômeno atingir áreas de exploração no Golfo do México eleva barril em cerca de US$ 5

AE e AP,

26 de agosto de 2008 | 16h36

O furacão Gustav chegou nesta terça-feira, 26, ao Haiti, e levou muita gente a abandonar as ruas da empobrecida da capital, Porto Príncipe, em meio a chuvas que já começam a atingir a Ilha Hispaniola. A possibilidade do furacão atingir áreas de exploração de petróleo no Golfo do México elevou em cerca de US$ 5 a cotação do barril nos mercados internacionais.   Meteorologistas prevêem que a tempestade também atingirá a costa sul de Cuba durante a semana e acreditam que Gustav se transformará num perigoso furacão de categoria 3 (com ventos a partir de 185 quilômetros por hora) até o fim de semana.   O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos informou que a tempestade tinha ventos máximos sustentados próximos de 150 quilômetros por hora na manhã desta terça-feira, com rajadas de vento ainda mais fortes.   Os meteorologistas da instituição prevêem que Gustav pode virar um furacão de categoria 2 (com ventos a partir de 154 quilômetros por hora) antes mesmo de atingir o Haiti.   De acordo com a trajetória prevista pelos cientistas, o olho do furacão deverá passar bem perto de Porto Príncipe, onde vivem 3 milhões de pessoas.  

Tudo o que sabemos sobre:
Gustavfuracãopetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.