Reuters
Reuters

Avião armênio a caminho da Síria é revistado na Turquia

Aeronave foi inspecionada e, como a carga estava correta, decolou novamente

Reuters

15 de outubro de 2012 | 09h20

Texto atualizado às 12h50

ISTAMBUL - A Turquia deu sinal verde a um avião armênio para continuar viagem até a cidade síria de Alepo, após ordenar que a aeronave pousasse em território turco para uma revista da carga de ajuda humanitária, disse o vice-primeiro-ministro turco, Bulent Arinc, nesta segunda-feira, 15.

Veja também:

linkTurquia bloqueia espaço aéreo a aviões civis sírios e amplia isolamento de Assad

linkSíria fecha espaço aéreo para aviões turcos

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

"Foi exigido que o avião pousasse e ele foi inspecionado. Ficou claro que a declaração (da carga) estava correta e foi dada a permissão para que o avião decolasse", disse Arinc a repórteres.

A Turquia foi informada anteriormente que a aeronave, que foi forçada a pousar na cidade turca da Erzurum, no leste do país, estaria transportando ajuda humanitária e autoridades armênias sabiam que o avião seria revistado, afirmou um funcionário do gabinete do premiê turco.

A Armênia confirmou que sabia sobre a vistoria da carga. "O pouso do avião na Turquia era planejado e foi realizado conforme acordo fechado previamente. A aeronave estava entregando ajuda humanitária à Síria", disse o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Armênia, Tigran Balayan.

O governo turco intensificou esforços para impedir que seu espaço aéreo seja usado para fornecer recursos ao Exército da Síria e forçou o pouso de um avião sírio que vinha de Moscou, na semana passada, afirmando que a aeronave estava transportando munição russa destinada ao Exército do presidente sírio, Bashar al-Assad.

A Rússia disse que não havia armas no avião e que estava transportando uma carga legal de radares. O caso se tornou um leve ponto de tensão, apesar de o chanceler russo, Sergei Lavrov, ter dito que o incidente não afetaria as sólidas relações entre Rússia e Turquia.

O premiê turco, Ahmet Davutoglu, disse durante o fim de semana que o espaço aéreo turco havia sido fechado para aviões sírios. A Síria também baniu aviões turcos de voarem sobre seu território.

Tudo o que sabemos sobre:
Primavera ÁrabeTURQUIAAVIAOSIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.