Avião cai em área residencial em Londres e mata 5 pessoas

Segundo a polícia britânica, aeronave teria caído após apresentar problemas com o trem de pouso

Efe e AP,

30 de março de 2008 | 13h11

Um avião particular de pequeno porte com cinco pessoas a bordo caiu neste domingo, 30, em área residencial em Farnborough, no sudeste de Londres. Segundo informações da polícia britânica, as cinco pessoas, dois pilotos e 3 passageiros, morreram com o acidente.   Autoridades declaram que não foi encontrado nenhum sobrevivente no meio das chamas e destroços do avião. A aeronave teria se chocado contra a garagem de uma casa, depois de ter sobrevoado quadras de tênis onde jovens estavam jogando, disse a BBC. Ainda de acordo com a emissora britânica, a aeronave teria caído após apresentar problemas com o trem de pouso  e solicitar uma aterrissagem de emergência.   A polícia informou também que duas pessoas em estado de choque foram atendidas no hospital Princess Royal University de Farnborough, próximo ao local onde aconteceu o acidente.   A aeronave, aparentemente um Cessna Citations de dois motores, pegou fogo e a garagem foi destruída. De acordo com a BBC, o aparelho se chocou após solicitar uma aterrissagem de emergência. Várias ambulâncias e oito veículos de bombeiros chegaram ao local do acidente, enquanto as autoridades ordenaram a abertura de uma investigação. Segundo testemunhas, o avião que se chocou com a garagem de uma casa por volta de 11h30, (no horário de Brasília), causou o incêndio do imóvel, que ficou praticamente destruído, assim como outro edifício vizinho, cujos donos, aparentemente, estão de férias em Portugal. Um piloto que voava em outro avião pouco antes do incidente de hoje declarou à BBC que pôde escutar por rádio o pedido de ajuda e a permissão para aterrissar do comandante do avião acidentado.   O avião acabava de decolar do citado aeroporto e viajava à França quando o piloto informou à torre de controle que tinha problemas com os motores e que nele viajavam cinco pessoas, acrescentou a testemunha, que se identificou apenas como John. Os moradores de Farnborough se queixaram neste domingo em declarações aos meios de comunicação britânicos da grande atividade do aeroporto de Biggin Hill, utilizado por aviões privados, em meio a uma zona residencial, um hospital e várias escolas.

Tudo o que sabemos sobre:
Queda de aviãoLondres

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.