Aviões turcos atacam 60 alvos de separatistas curdos no Iraque

Premiê turco afirmou que perdeu a paciência com as ações dos separatistas no sudeste da Turquia

DAREN BUTLER, REUTERS

18 de agosto de 2011 | 08h13

ISTAMBUL - A Turquia lançou um amplo ataque aéreo e de artilharia contra alvos da guerrilha curda no norte do Iraque durante a noite, depois de uma declaração do primeiro-ministro Tayyip Erdogan afirmando que havia perdido a paciência com as ações dos separatistas no sudeste da Turquia.

Os separatistas do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) usam as montanhas no norte do Iraque como base de onde lançam ataques contra o sudeste da Turquia.

Os ataques, os primeiros realizados pelo governo turco na região desde julho de 2010, foram uma resposta à onda de ações rebeldes dos últimos meses e a uma emboscada na quarta-feira que matou nove soldados.

O Comando Geral turco disse que a artilharia atingiu 168 alvos na região durante a noite, antes de ataques aéreos contra 60 posições, em duas operações.

Acampamentos que abrigam os principais comandantes estão entre os alvos, disseram autoridades de segurança.

"Nossa paciência finalmente se esgotou. Aqueles que não se distanciarem do terrorismo pagarão o preço", disse Erdogan na quarta-feira nos bastidores de uma conferência em Istambul.

Entre os alvos estavam defesas antiaéreas e abrigos rebeldes na região. Cerca de 30 aviões participaram da operação, segundo fontes.

Mais de 40 mil pessoas morreram no conflito separatista desde que o PKK decidiu lutar pela independência curda em 1984.

Tudo o que sabemos sobre:
TURQUIACURDOSATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.