Barco com 74 imigrantes ilegais chega ao litoral da Sicília

Guarda Litorânea rastreia a região em busca de outros imigrantes que pudessem chegar à ilha mediterrânea

EFE

20 de setembro de 2009 | 06h45

Uma barcaça com pelo menos 74 imigrantes ilegais a bordo, entre eles 27 mulheres e 17 crianças, chegou neste domingo ao litoral da ilha italiana da Sicília, informaram fontes da Guarda Litorânea.

 

Segundo explicaram estas mesmas fontes, o desembarque aconteceu na madrugada no município de Portopalo di Capo Passero, na província de Siracusa (extremo sudeste da ilha), e os imigrantes ilegais foram interceptados pelas autoridades italianas imediatamente depois.

 

A Guarda Litorânea não descarta que o número de ocupantes da barcaça fosse maior e por isso continua rastreando a região em busca de outros imigrantes ilegais que pudessem chegar ao litoral da ilha mediterrânea.

 

A velha embarcação de 12 metros de comprimento na qual viajavam os imigrantes ilegais foi achada por agentes da Capitania dos Portos da localidade italiana em uma praia próxima ao local onde interceptaram os imigrantes.

Tudo o que sabemos sobre:
SICÍLIAITÁLIAILEGAIS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.