Basescu é reeleito na Romênia, mas oposição alega fraude

Candidato rival garante ter provas de 'fraudes maciças' e irá abrir queixa na Justiça na terça-feira, 8

Reuters,

07 de dezembro de 2009 | 21h31

O presidente romeno, Traian Basescu, foi reeleito por estreita margem segundo os números oficiais publicados nesta segunda-feira, 7, mas seu rival de esquerda alegou que houve fraude e prometeu contestar o resultado.

 

Basescu venceu com 50,3% dos votos, enquanto o líder social-democrata Mircea Geoana ficou com 49,7%. O resultado aprofundou o impasse político no recente membro da União Europeia (UE), paralisando as reformas.

 

Geoana, que declarou vitória assim que a votação foi encerrada na noite de domingo, não admitiu a derrota, apesar de seu candidato a primeiro-ministro, Klaus Johannis, parecer ter aceitado o resultado, dizendo aos repórteres: "minha estrada termina aqui".

 

Geoana, ex-ministro das Relações Exteriores e embaixador romeno nos Estados Unidos, disse que iria contestar o resultado em nome da democracia porque seu partido tinha provas de "fraudes maciças". Ele disse que uma queixa seria aberta na terça-feira, 8.

 

Observadores da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) disseram que o segundo turno atendeu aos compromissos da entidade de vigilância europeia, mas exortaram as autoridades a investigarem relatos de irregularidades -- a polícia registrou 194 casos.

Tudo o que sabemos sobre:
RomêniaeleiçõesBasescu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.