Berlim vai comemorar queda do muro com dominó gigante

Os berlinenses planejam derrubar uma cadeia de "dominós" gigantes com dois quilômetros de comprimento ao longo do trajeto do muro que um dia separou a porção oriental comunista da cidade da ocidental, a fim de marcar o 20o aniversário da queda do Muro de Berlim.

REUTERS

19 de março de 2009 | 16h15

"Queremos derrubar o muro mais uma vez", disse Klaus Wowereit, prefeito da cidade. A montagem das mais de mil placas de isopor, cada uma delas com 2,5 metros de altura e um metro de largura, está começando esta semana.

Numa cerimônia marcada para 9 de novembro, a data de 1989 quando a multidão de alemães orientais subiu no muro e começou a destruí-lo, as placas serão empurradas.

Os "dominós" serão decorados por jovens de Berlim e do exterior numa série de estilos diferentes.

"Foi me dada a oportunidade de pintar um mapa nesse dominó, o que é muito divertido", disse Mathieu Chergait, estudante de intercâmbio francês, enquanto trabalhava na placa ao lado de dois estudantes coreanos.

Outra peça está decorada com um desenho de um muro de tijolos multicoloridos sendo aberto por um zíper gigante, representando a abertura da barreira que dividiu a cidade por três décadas.

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAMURODOMINO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.