Gonzalo Fuentes/Reuters
Gonzalo Fuentes/Reuters

Berlusconi cita frase de Mussolini e diz que nunca se sentiu no poder

Primeiro-ministro italiano reclamou de que, em uma democracia, 'está a serviço de todo o mundo'

Reuters,

27 Maio 2010 | 18h36

PARIS- O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, citou nesta quinta-feira, 27, o ditador fascista Benito Mussolini ao se lamentar sobre sua falta de poder real como chefe de Estado.

 

"Como primeiro-ministro, nunca tive a sensação de que estava no poder", disse Berlusconi em uma coletiva de imprensa na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em Paris.

 

"Às vezes, como homem de negócios, com 56.000 empregados, tive a sensação de ser capaz de decidir e ter o controle. Mas hoje, em uma democracia, estou a serviço de todo mundo e qualquer um pode me criticar e até me insultar", reclamou.

 

Berlusconi, cujos comentários sobre temas como sexo e religião têm gerado muita polêmica, refletiu que se o poder existe, não está nas mãos dos líderes do governo.

 

"Me atrevo a citar uma frase de alguém considerado um ditador, um grande e poderoso ditador, Benito Mussolini", disse. "Em seu diário, li há pouco esta frase: 'dizem que tenho poder. Não é certo. Talvez meus funcionários do partido o tenham. Mas não sei. Tudo o que posso fazer é dizer a meu cavalo que vá para a esquerda ou para a direita. E tenho que me contentar com isso'".

 

Berlusconi foi criticado por seus adversários em 2003 por uma entrevista na revista britânica Spectator, na qual afirmou que Mussolini foi uma figura benigna que "nunca matou ninguém".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.