Berlusconi cita Mussolini e lamenta ter poucos poderes

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, citou nesta quinta-feira o ditador fascista Benito Mussolini e lamentou não ter no governo tanto poder quanto gostaria.

REUTERS

27 Maio 2010 | 19h54

"Como primeiro-ministro, nunca tive a sensação de que estivesse no poder", disse ele numa entrevista coletiva em Paris, na França.

"Às vezes, como empresário, com 56 mil empregados, eu tinha a sensação de poder decidir e estar no controle. Mas hoje, numa democracia, estou a serviço de todos e todos podem me criticar e talvez até me insultar."

"Ouso citar para vocês uma frase de alguém considerado um ditador, um grande, poderoso ditador: Benito Mussolini", prosseguiu ele.

"Em seu diário, li recentemente essa frase: 'Dizem que eu tenho poder. Não é verdade. Talvez os funcionários do meu partido tenham. Mas não sei. Tudo o que posso fazer é dizer para o meu cavalo ir para a direita ou a esquerda. E tenho de me contentar com isso'."

Em 2003, Berlusconi foi criticado por adversários de esquerda por declarar a uma revista britânica que Mussolini foi uma figura benigna, que "nunca matou ninguém."

(Reportagem de James Mackenzie)

Mais conteúdo sobre:
ITALIA BERLUSCONI LAMENTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.