AP
AP

Berlusconi declara fortuna dez vezes menor

Em 2006, patrimônio do premiê italiano era de 139 milhões de euros; em 2007, 14,5 milhões de euros

Reuters,

25 de março de 2009 | 08h21

A declaração do imposto de renda de 2007 do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, causou espanto na oposição ao apontar uma redução de quase dez vezes em relação ao ano anterior. Um relatório divulgado no domingo com a declaração de cerca de mil parlamentares italianos indicou que o patrimônio de Berlusconi em 2007 foi de 14,5 milhões de euros, uma queda de quase dez vezes comparada com a avaliação de seus bens em 2006, de exatos 139.245.570 de euros 

O documento, divulgado pelo jornal espanhol El País, afirma ainda que o premiê pagou 6,2 milhões de euros de imposto bruto e continua sendo o político mais rico da Itália. No ranking dos políticos italianos mais ricos, o segundo lugar ficou com o opositor Walter Veltroni, que declarou um patrimônio de 477 mil euros. Já o político "mais pobre" da Câmara é o direitista Gianfranco Fini, com bens avaliados em 105 mil euros.

O porta-voz de Berlusconi, Marco Ventura, não soube explicar o motivo da drástica redução no patrimônio do primeiro-ministro. A maior parte dos bens de Berlusconi está em Milão, onde tem cinco apartamentos e dois estacionamentos.

 

Além disso, o premiê diz ser proprietário de um terreno no Caribe, uma Mercedes 600, um Audi A6 e três barcos. Em participações, o líder italiano tem 4,2 milhões de títulos da Fininvest, holding de seu império de comunicação.

Tudo o que sabemos sobre:
Itália

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.