Berlusconi diz que não está preocupado com julgamento

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, disse nesta quarta-feira que não estava preocupado com o julgamento a que será sujeito por pagar por relações sexuais com uma jovem menor de idade e por abuso de poder. Ele prometeu cumprir seu mandato até 2013.

REUTERS

16 de fevereiro de 2011 | 10h52

Em sua primeira declaração pública desde que o juiz ordenou seu julgamento em 6 de abril, Berlusconi disse aos jornalistas:

"Por amor ao país eu não falarei sobre isso. É suficiente dizer que não estou nem um pouco preocupado."

Ele disse que espera ampliar sua maioria no Parlamento nos próximos dias e descartou manter conversas sobre eleições antecipadas, por causa do escândalo, dizendo que sua coalizão estava sólida e que cumpriria seu mandato até as eleições, previstas para 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIABERLUSCONIJULGAMENTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.