Berlusconi diz que pode não tentar reeleição na Itália

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, sugeriu na sexta-feira que pode não se candidatar à reeleição quando seu mandato terminar, em 2013, apontando Angelino Alfano, um ex-ministro da Justiça, como um possível sucessor.

REUTERS

09 Setembro 2011 | 19h51

"No final do mandato legislativo, terei 20 anos na política, um período enorme porque a vida política é dramaticamente difícil", disse ele em um comício de jovens simpatizantes de seu partido Povo da Liberdade.

"Então, se eu rejeitar um pedido do meu partido para minha candidatura, seria justificado", afirmou o premiê, acrescentando que vai decidir próximo à data.

O premiê disse ainda que gostaria de ver Alfano, de 40 anos, como coordenador do PDL ainda este ano. Berlusconi já o identificou como seu preferido para sucedê-lo como futuro primeiro-ministro.

(Texto de James Mackenzie)

Mais conteúdo sobre:
ITALIA BERLUSCONI REELEICAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.