Berlusconi iniciará serviço comunitário na semana que vem

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi disse nesta quarta-feira que vai começar a fazer serviço comunitário com idosos na próxima semana, como parte de uma sentença de 1 ano, por fraude fiscal.

Reuters

23 de abril de 2014 | 18h02

Um tribunal decidiu no início deste mês que Berlusconi, um dos homens mais ricos da Itália, tem de passar quatro horas por semana em um lar católico de pessoas idosas, nos arredores de Milão.

Depois de completar os primeiros seis meses da pena, a sentença de Berlusconi será automaticamente reduzida para 10 meses e meio.

O magnata da mídia, de 77 anos, apareceu em um órgão do Judiciário em Milão para assinar documentos relativos à decisão. “Tudo está bem”, disse aos jornalistas.

Ele se recusou a dar uma data precisa para o início da sua obrigação de serviço comunitário e disse apenas que será na próxima semana.

A sentença limita os movimentos de Berlusconi à região da Lombardia em torno de sua residência de Milão, mas lhe permite viajar para Roma semanalmente e não restringe sua atividade política.

Depois de uma condenação por fraude fiscal no ano passado, confirmada pelo Supremo Tribunal da Itália, Berlusconi teve cassada sua cadeira no Senado italiano e foi impedido de exercer cargos públicos durante dois anos.

(Reportagem de Sara Rossi)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIABERLUSCONISERVICO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.