Bolzoni Davide/Efe
Bolzoni Davide/Efe

Berlusconi pode antecipar eleições se perder voto de confiança

Coalizão do premiê tem o menor apoio desde 2008; analistas preveem derrota

Reuters

17 de novembro de 2010 | 11h29

ROMA - O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse nesta quarta-feira, 17, estar otimista quanto a obter dois votos de confiança do Parlamento em dezembro, mas alertou que o país poderá ter de antecipar eleições se o governo não receber este apoio.

Berlusconi vem lutando para se manter no poder depois que o ex-aliado Gianfranco Fini se transformou em seu principal rival. Fini retirou seus ministros do governo de centro-direita e pediu a renúncia do premiê.

O Parlamento votará em 14 de dezembro duas moções de confiança em Berlusconi. Se ele perder em alguma delas, seria forçado a renunciar à chefia do governo.

Apesar de Berlusconi dizer estar confiante que ganhará o voto de confiança, a maioria dos analistas prevê que ele será derrotado, já que não tem mais a garantia do apoio da maioria desde que rompeu com Fini.

Uma pesquisa de opinião divulgada nesta quarta-feira mostra que a queda na popularidade de Berlusconi atingiu um novo recorde.

Segundo o levantamento do instituto IPR, colocado no website do diário de esquerda La Repubblica, Berlusconi tem 35% de apoio, uma redução de 2 pontos porcentuais em relação a um mês atrás e menos 10 pontos em comparação com novembro de 2009.

Esse é o índice mais baixo desde que a coalizão de Berlusconi, um magnata da mídia, de 74 anos, venceu por larga margem a eleição de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBerlusconiFini

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.