Berlusconi propõe coalizão de esquerda e direita na Itália

O ex-premiê Silvio Berlusconi disse na quarta-feira que a Itália só poderá ter um governo viável em curto prazo se a sua coalizão de centro-direita se aliar ao bloco de centro-esquerda liderado por Pier Luigi Bersani.

Reuters

20 de março de 2013 | 11h51

O grupo de Bersani formou a maior bancada da Câmara na eleição de fevereiro, mas não conseguiu maioria no Senado. Ele rejeitou formar uma aliança com Berlusconi, e foi esnobado pelo alternativo Movimento 5 Estrelas, do comediante Beppe Grillo, que saiu da eleição como terceira principal força nacional.

No dia em que o presidente Giorgio Napolitano iniciou consultas formais com os partidos para tentar formar um governo, Berlusconi disse que a Itália precisa de um "governo do acordo nacional".

"Nós nos declaramos abertos a isso, mas Bersani e seus seguidores continuam teimosamente cortejando Grillo e os ‘grillinhos', embora continuem sendo rejeitados", disse Berlusconi ao seu canal de TV Italia 1.

Berlusconi e Bersani vão se reunir separadamente com Napolitano na quinta-feira.

(Reportagem de James Mackenzie)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIABERLUSCONICOALIZAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.