Bombas explodem perto das casas de 5 jornalistas gregos

Bombas caseiras explodiram no lado de fora das casas de cinco jornalistas gregos nesta sexta-feira, ataques perpetrados por um grupo anarquista que disse estar protestando contra a cobertura da imprensa sobre a crise econômica.

Reuters

11 de janeiro de 2013 | 20h32

Os artefatos incendiários causaram poucos danos e nenhum ferido. Foram os primeiros ataques coordenados contra jornalistas desde que a crise da dívida grega começou em 2009.

Em comunicado na Internet, o grupo anarquista identificado como "Amantes da Ilegalidade" disse sobre os jornalistas: "Enquanto eles usam uma retórica pró-trabalhadores, eles maliciosamente piscam para seus chefes políticos".

A polícia afirmou que tais dispositivos, como botijões de gás e explosivos embalados em conjunto, já foram usados pelo grupo no passado.

Entre os alvejados pelas bombas estavam o editor da agência semioficial de notícias Athens News Agency e dois apresentadores do canal de televisão privado Mega.

Ataques com bombas caseiras têm crescido enquanto a Grécia passa pelo sexto ano de recessão econômica, o que provocou a ira contra credores estrangeiros, a elite rica e a mídia, vista pelos gregos como próxima das classes políticas.

(Reportagem de George Georgiopoulos e Lila Chotzoglou)

Tudo o que sabemos sobre:
GRECIABOMBAEXPLODE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.